Há compositores de êxitos que estão a conduzir Ubers para pagar as contas

Fonte: Blitz

“Os songwriters de maior sucesso em todo o mundo não conseguem pagar a renda. Neste momento, os escritores de êxitos estão a conduzir Ubers. É uma vergonha”. Este foi um dos depoimentos mais fortes numa audição junto dos deputados do Parlamento britânico, ontem, sobre o montante arrecadado pelos músicos nas plataformas de streaming.

A frase foi proferida por Fiona Bevan, que escreve canções para One Direction, Lewis Capaldi ou Kylie Minogue; por uma canção que ajudou a escrever para o último disco da australiana, “Disco”, Bevan diz que recebeu menos de 110 euros das plataformas de streaming.

Quem também participou nesta audição foi o veterano Nile Rodgers, que confessou que antes da pandemia não se preocupava com o que ganhava em streaming, uma vez que os lucros dos seus concertos lhe permitiam sustentar toda a sua equipa.

Quando soube o que ganhava com o streaming, Nile Rodgers diz ter ficado “completamente chocado. Os artistas e escritores de canções têm de atualizar as cláusulas nos seus contratos, de forma a acompanhar a verdadeira natureza de como as suas canções são consumidas, que é através de um licenciamento. É algo que as pessoas pedem emprestado [aos serviços de streaming].

Esta semana, foi revelado que 82% dos músicos recebem menos de 220 euros por ano dos serviços de streaming onde disponibilizam as suas canções.

Gostaste desta noticia?

Classificação média 5 / 5. Classificações até ao momento: 3

No votes so far! Be the first to rate this post.

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments