Podem tirar-me o Teatro, mas o Teatro nunca sairá de mim… – por Natália Batista

Há paixões que não se explicam, nascem connosco, controlam-nos e um dia, já velhinhos, quando “a cortina da vida se fechar” elas fazem-mos companhia pela eternidade.

Não sei quando, não sei onde, não sei porquê mas essa arte impetuosa que é o Teatro, despertou em mim, talvez numa tentativa desenfreada de ver para além da minha própria realidade.

Cresci no seio de um grupo de Teatro Amador, onde a entrega, a dedicação, a humildade, a magia, o amor, o respeito, eram a conduta daqueles que amavam o Teatro.

Talvez tenha sido aí que tudo começou.
No teatro da vida eu escolhi ser artista….
Querem saber mais sobre a minha história num grupo de Teatro Amador?

Vejam o video em baixo

Natália Batista

Gostaste desta noticia?

Classificação média 5 / 5. Classificações até ao momento: 3

No votes so far! Be the first to rate this post.

Divulga esta página com os teus amigos e nas redes sociais! 😀
0Shares

Comments are closed, but trackbacks and pingbacks are open.